Para controle e segurança dos associados, é necessário sempre apresentar ao motorista das vans a carteirinha do SNA, além de preencher a lista de presença com nome completo, número sindical e assinatura.

Apesar de parecer burocrática, esta é uma medida que ajuda de fato a garantir a segurança de todos e a continuidade do serviço.

Caso você ainda não possua a carteirinha, entre em contato com o SNA para solicitá-la gratuitamente por telefone (11 5531-0318 e 21 3916-3800) ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo." target="_blank">convenio@aeronautas.org.br. Em breve, o sindicato irá disponibilizar também a carteirinha on-line, por meio do aplicativo SNA.

Conheça o serviço de vans em SP: https://goo.gl/9JomA8

Conheça o serviço de vans no RJ: https://goo.gl/En1sVD

Dando sequência à preparação que culminará no primeiro fadigômetro da aviação civil brasileira, SNA, Abrapac, Asagol e ATT receberam em São Paulo, nos dias 23, 24 e 25 de agosto, o presidente do IBR (Institutes for Behavior Resources), dr. Steven Hursh, e o diretor comercial do SAFTE-FAST (Sleep, Activity, Fatigue and Task Effectiveness - Fatigue Avoidance Scheduling Tool), sr. Murray McGrath.

Hursh e McGrath vieram ao Brasil apresentar as aplicações e funcionalidades do modelo bio-matemático SAFTE-FAST, ferramenta que será implementada ao fadigômetro que está sendo desenvolvido em parceria por sindicato e associações.

Utilizado na aviação para analisar os níveis de alerta dos tripulantes com base em suas jornadas de trabalho, o SAFTE-FAST será um recurso fundamental na implementação do fadigômetro.

Após diversas tentativas de solucionar irregularidades da escola Voe Cachoeira (antiga Born to Fly), e diante da irredutibilidade da instituição em regularizar a situação dos instrutores de voo e em negociar acordo coletivo, o Sindicato Nacional dos Aeronautas ajuizou ação coletiva pelo não cumprimento da legislação trabalhista e aeronáutica.

Na ação, são pleiteadas todas as verbas decorrentes do vínculo empregatício, além de adicionais noturno e de periculosidade, pagamento especial decorrente do trabalho aos domingos e feriados, respeito aos limites de jornada, diárias de alimentação, cesta básica e seguro de vida.

Nos últimos meses, o SNA vem atuando fortemente na busca da regularização das relações de trabalho dos instrutores de voo que atuam profissionalmente nas escolas de aviação  e aeroclubes de todo o Brasil. 

Historicamente os empregadores não cumprem os direitos previstos na Lei do Aeronauta e na CLT, causando prejuízos a pilotos instrutores e a toda a categoria.

O SNA continuará atuando na defesa dos direitos dos instrutores de voo, profissionais que estão inseridos na categoria dos aeronautas,  e fará essa discussão com todas as escolas de aviação e aeroclubes do país, seja na esfera administrativa ou na judicial.

Todos os aeronautas que tenham conhecimento de irregularidades que afetem os instrutores de voo de qualquer escola ou aeroclube do país, por favor, façam denúncias através do email: juríEste endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

O Sindicato Nacional dos Aeronautas firmou nesta segunda-feira (14), em Florianópolis, um ACT (Acordo Coletivo de Trabalho) para os instrutores de voo da VoeFloripa, sediada em Florianópolis-SC, após aprovação dos termos pelos trabalhadores em assembleia.
 
O acordo regulariza a atividade e a relação de trabalho entre os instrutores e aeroclube.
 
Entre outros itens, o ACT estabelece:
 
- Remuneração mínima fixa e adicional por hora;
- Adicional noturno e de periculosidade;
- Diária de alimentação;
- Seguro de vida;
- Limites de jornada de trabalho e de horas de voo;
- Repouso mínimo e garantia mínima de oito folgas mensais;
- Garantia de emprego aos acidentados;
- Custeio de revalidações de CMA e CHT.
 
O SNA ressalta que continuará trabalhando para a regularização de todos os aeroclubes e escolas de aviação do Brasil.
 
Lembramos que os aeronautas podem denunciar quaisquer irregularidades por meio do e-mail do Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Em audiência realizada na quarta-feira (5), em São Paulo, a Justiça determinou que a Latam tem 30 dias para apresentar a relação de nomes, CPF e datas de admissão e demissão de empregados que fazem jus ao recebimento de valores referentes ao reembolso de CCF (Certificado de Capacidade Física) e que não foram localizados, de forma que possa ser calculado o montante devido de maneira correta.

Ocorre que foi celebrado um TAC (Termo de Ajuste de Conduta) entre o Ministério Público do Trabalho e a Latam, com anuência do SNA, em que ficou estabelecido que a empresa pagaria os valores correspondentes à renovação do CCF referente aos períodos de 2004 a 2008 aos empregados. 

Porém 104 aeronautas não foram localizados para o pagamento. Diante disso, a companhia cumpriu obrigação estabelecida pelo MPT de distribuir ação para depositar os valores relativos a estes aeronautas.  Foi depositado o montante de R$ 37.440,00, correspondente a R$ 360,00 para cada um dos 104 aeronautas não localizados.

No entanto, existem dúvidas sobre estes valores. O TAC celebrado pelas partes determina reembolso de R$ 163,50 por cada um dos exames de revalidação a que cada um destes aeronautas foi submetido no período entre 2004 a 2008.

Sendo assim, para o cálculo do valor correto de reembolso, seria necessário verificar suas datas de admissão e demissão, para assim saber a quantos exames de revalidação cada um destes funcionários foi submetido.

Após a Latam apresentar a relação de empregados, o SNA divulgará a lista e pedirá que estes apresentem os comprovantes de pagamento da taxa de revalidação do CCF ou apresentem declaração de que não mais possuem os comprovantes, indicando quantas vezes realizaram a revalidação durante o período entre 01/01/2004 até a assinatura do TAC. 

Com isso, poderá ser calculado o valor exato devido pela empresa. Ao final do cumprimento das determinações, os valores serão direcionados a estes aeronautas. Vale ressaltar que o destino da verba cabível aos que não forem localizados será decido pelo Juíz.

O departamento jurídico do SNA fica à disposição eventuais esclarecimentos por meio do e-mail juríEste endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Foi realizada no último dia 28 de junho audiência inicial em ação do Sindicato Nacional dos Aeronautas contra a Rio Linhas Aéreas, a ECT-Correios e a WSF Participações, em que pleiteia-se o pagamento de tempo de permanência em solo, diferenças das horas de apresentação, do pós-corte dos motores, acionamento em folgas e ausência de concessão de transporte nas madrugadas, entre outras coisas.

Devido à dificuldade de apuração dos valores devidos, foi requerida a realização de perícia contábil, para que um técnico especialista em cálculos possa apurar os valores não pagos.

Este pedido, porém, foi indeferido por ora, já que o Juízo substituto entendeu que tal perícia deverá ser realizada somente na fase de execução.

Foi aberto prazo para o SNA se manifestar sobre as defesas apresentadas pelas empresas. 

Por fim, foi designado o dia 21/05/2018 para a realização de audiência de instrução, momento em que serão colhidos os depoimentos das partes. 

O departamento jurídico do SNA permanece à disposição para esclarecimentos por meio do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

O SNA informa que excepcionalmente não haverá atendimento aos aeronautas do dia 12 ao dia 16 de junho na representação de Campinas.

Nos outros escritórios, o funcionamento será normal.

O atendimento aos aeronautas volta ao normal em Campinas no dia 19 de junho.

O administrador judicial das Massas Falidas S. A. Viação Aérea Rio-Grandense, Rio Sul e Nordeste informou ao Sindicato Nacional dos Aeronautas que os pagamentos aos credores foram retomados nesta terça-feira, dia 30 de maio.

Os pagamentos haviam sido suspensos para realização de auditoria por pedido do juiz da 1ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, devido a uma contestação sobre a eficácia e a segurança da ferramenta pela qual estavam sendo feitos os pagamentos.

Os créditos serão feitos via Ordem de Pagamento, no Banco do Brasil, respeitando os seguintes critérios:

1) Os credores não-correntistas do Banco do Brasil poderão comparecer a qualquer agência munidos de documento de identidade e CPF para recebimento no caixa;

2) Os credores correntistas do Banco do Brasil, por condição do sistema, deverão efetuar o cadastramento dos dados bancários (agência com dígito e conta corrente) para processamento dos trâmites de pagamento.

Os dados bancários deverão ser de titularidade do credor e não poderá ser cadastrada “conta salário” para recebimento do rateio.

Os credores correntistas do Banco do Brasil poderão fazer o cadastramento dos dados bancários por meio do link: www.cadastrorateio.com.br (o link estará ativo a partir de 31 de maio, de acordo com o administrador judicial).

O Sindicato Nacional dos Aeronautas estará presente no Congresso Sindag Mercosul 2017, organizado pelo Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola, que será realizado entre os dias 8 e 10 de agosto, em Canela (RS).

O evento, que tratará de temas como tecnologias, sustentabilidade e questões ambientais, este ano terá uma participação mais forte dos pilotos, com a presença do SNA em um auditório, com programação voltada para a categoria.

Para participar, é necessário fazer inscrição pelo site http://sindag.org.br/congressosindag/.