Em reunião realizada no último dia 25, o SNA discutiu com a diretoria da Azul Linhas Aéreas diversos problemas denunciados por tripulantes, entre eles o sistema de escalas, em especial a impossibilidade de o tripulante recusar alterações realizadas em programações futuras e a inconsistência nas informações referentes ao número de horas de voo realizadas no mês.

Em reposta, a empresa informou que a irregularidade sistêmica, decorrente de uma atualização, será solucionada nos próximos 30 dias.  A Azul salientou ainda que caso o tripulante não queira aceitar a nova programação, deve entrar em contato com a escala.

Quanto às inconsistências no sistema SABRE, que não contabiliza corretamente as horas de voo realizadas no mês, a empresa diz que o aplicativo, já disponibilizado, continua em constante desenvolvimento e deverá passar por melhorias na consulta de dados, com fornecimento exato e em tempo real das horas de voo realizadas, bem como do número de diárias de alimentação devidas nas programações.

Também foi discutida a questão de que, durante a execução da programação, após o aeronauta ter se apresentado, o horário inicial da apresentação era postergado para que os limites diários de jornada não fossem ultrapassados. A Azul confirmou que tal alteração é irregular e deve ser imediatamente comunicada pelos tripulantes, a fim de que seja solucionada.

Outro tema significativo em discussão foi a concessão de férias casadas aos cônjuges, benefício previsto na cláusula 3.7.1 da CCT. A empresa afirmou que todos os pedidos são devidamente avaliados e, sempre que possível, atendidos. Contudo, destacou a importância de a solicitação ser realizada pelo casal, e não apenas por um tripulante.

Sobre as denúncias relativas a avaliação médica após voo “madrugadão” de retorno à base, a empresa afirma já ter tomado todas as medidas para regularizar a situação, de modo que nas escalas de setembro o exame médico foi alocado no começo da programação, logo após a apresentação do aeronauta.

Por fim, em resposta ao questionamento do SNA sobre a abertura de 18 posições na lista de senioridade, foi esclarecido pela empresa que se tratam de vagas para comandantes ATR que serão ofertadas aos pilotos contratados por prazo determinado, no início deste ano.

No início de 2017, de acordo com a companhia, foram contratados comandantes por prazo determinado para suprir as necessidades da empresa, ante o recebimento das aeronaves A320. Após o término do prazo estabelecido neste contrato, serão ofertadas vagas de comandantes ATR a estes profissionais. 

Por consequência, o aeronauta que aceitar a proposta será inserido na lista de senioridade antes dos pilotos que foram contratados em data posterior.

É importante esclarecer que havendo recusa do comandante para assumir uma posição no ATR, o slot correspondente a sua vaga será imediatamente suprimido. Dessa forma, o SNA solicita que os aeronautas da Azul acompanhem a lista e informem acerca de novas alterações. 



O Sindicato Nacional dos Aeronautas, ao lado de entidades como o Sindag e o Seripa V, continua discutindo soluções para a prevenção de acidentes envolvendo linhas de transmissão na aviação agrícola, além de participar da elaboração de um novo MGSO (Manual de Gerenciamento de Segurança Operacional).

A CPAAA (Comissão de Prevenção de Acidentes em Aviação Agrícola) debateu esses temas em reunião realizada em agosto, durante o Congresso Sindag Mercosul, em Canela (RS). Uma nova reunião deverá acontecer no dia 19 de outubro, em Canoas.

O SNA, representado por seu diretor de Segurança de Voo, Mateus Ghisleni, ficou responsável por analisar a NBR 7.276/2005, que regulamenta a colocação de esferas de sinalização nas linhas de transmissão de energia. A ideia é achar um caminho para aprimorar a norma, exigindo sinalização também sobre lavouras.

Quanto ao MGSO, o objetivo é simplificar o manual, fazendo com que fique adequado às características do setor aeroagrícola —e, ao mesmo tempo, passe a incorporar também preceitos do plano de prevenção de acidentes aeronáuticos do Cenipa.

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

O Presidente do SINDICATO NACIONAL DOS AERONAUTAS, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo disposto no art. 22, “a” do estatuto da entidade sindical e observados os demais requisitos estatutários e legais, em especial o previsto no art. 20, “b”, do estatuto sindical supracitado, convoca todos os instrutores de voo do Aeroclube de Bragança Paulista, para Assembleia Geral Extraordinária que será realizada no dia 21 de setembro de 2017, às 14:00 horas em primeira convocação, e às 14:30 horas em segunda e última convocação, no seguinte local: Aeroclube de Bragança Paulista, localizado no Aeródromo Arthur Siqueira R. Arthur Siqueira, nº 651, Bairro Taboão - Bragança Paulista – SP, CEP 12916-000, para deliberarem sobre a seguinte ordem do dia: proposta de Acordo Coletivo de Trabalho dos instrutores de voo.

Rio de Janeiro, 05 de setembro de 2017.

Rodrigo Spader
Presidente

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

O Presidente do SINDICATO NACIONAL DOS AERONAUTAS, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo disposto no art. 22, “a” do estatuto da entidade sindical e observados os demais requisitos estatutários e legais, em especial o previsto no art. 20, “b”, do estatuto sindical supracitado, convoca todos os instrutores de voo do Aeroclube do Espírito Santo, para Assembleia Geral Extraordinária que será realizada no dia 28 de setembro de 2017, às 14:00 horas em primeira convocação, e às 14:30 horas em segunda e última convocação, no seguinte local: Aeroclube do Espírito Santo, localizado na Av. Francisco Lacerda de Aguiar, s/n, Rodovia do Sol, Km 14, Barra do Jucu, Vila Velha – ES, CEP 29125-033, para deliberarem sobre a seguinte ordem do dia: proposta de Acordo Coletivo de Trabalho dos instrutores de voo.

Rio de Janeiro, 31 de agosto de 2017.

Rodrigo Spader
Presidente

A 22ª Vara Federal de Brasília concedeu na segunda-feira (28) liminar em mandado de segurança coletivo impetrado pelo Sindicato Nacional dos Aeronautas que obriga o INSS a conceder auxílio-doença para todas as aeronautas gestantes. 

Desta forma, o SNA orienta as tripulantes grávidas a seguirem os procedimentos abaixo:

1. Aeronauta que teve o benefício indeferido.

- Efetuar novo requerimento por meio do site www.previdencia.gov.br ou pelo telefone 135 e mencionar a liminar;
- No deferimento do benefício, caso não sejam pagos os atrasados, comparecer ao sindicato para ingressarmos com ação contra o INSS na Justiça Federal.

2. Aeronauta que ainda fará o requerimento do benefício.

- Efetuar requerimento por meio do site www.previdencia.gov.br ou pelo telefone 135 e mencionar a liminar.

A íntegra da decisão liminar pode ser baixada no link abaixo:
http://www.aeronautas.org.br/images/_sna/_noticias/Liminar_INSS_Gestantes.pdf

Obs.: A intimação do INSS para o cumprimento da decisão liminar deverá ocorrer nos próximos dias. Em caso de dúvida, procurar o departamento jurídico do SNA por meio do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou pelo telefone 11 5531-0318 ramal 101.

A CNFH (Comissão Nacional de Fadiga Humana) esteve reunida na terça-feira (29) no escritório regional do Sindicato Nacional dos Aeronautas em Brasília para discutir o primeiro fadigômetro da aviação civil brasileira.

Entre os próximos passos da comissão está a proposição de elaboração de um manual para investigação da fadiga, a ser feita durante a próxima reunião do CNPAA (Comitê Nacional de Prevenção de Acidentes Aeronáuticos).

Além do SNA, a reunião contou com a presença de representantes de Asagol, ATT, Cenipa, Universidade de Brasília, Vale do Rio Doce (Divisão de Aviação), Avianca, Gol e Modern Logistics.