O SNA se reuniu com a Azul, na última quarta-feira (24), para tratar da metodologia de pagamento das escalas pela empresa. 

O sindicato apresentou um trabalho desenvolvido com escalas planejadas e executadas oferecidas voluntariamente por alguns aeronautas da empresa. Nele, é possível visualizar etapa por etapa, com comparação de tempo de operação, hora diurna, hora noturna, hora especial diurna e noturna e jornada de trabalho, previstos na escala planejada e na executada.

A empresa, por sua vez, apresentou gráficos que, no critério de avalição média, demonstram o mesmo que o relatório do SNA.

No entanto, o sindicato entende que, para ter dados comparativos consistentes, devemos levar em conta as alterações que ocorreram por solicitação dos aeronautas, fato bastante comum.

Além disso, não conseguimos comparar o gráfico com valores numéricos individuais, razão pela qual a empresa se comprometeu a, até a próxima quarta-feira (31), encaminhar as informações obtidas por eles ―assim o SNA irá considerar as etapas alteradas por solicitação dos aeronautas.

O SNA continuará envidando esforços para poder levar um trabalho sólido aos aeronautas para deliberação em assembleia, de forma que possamos tomar uma decisão definitiva nessa questão importante.

Venha conhecer mais de perto o trabalho do SNA. Participem conosco desta história.

Em relação às refeições servidas aos tripulantes a bordo das aeronaves da Azul, o SNA informa que foi apresentada em 26) de janeiro de 2017 denúncia perante o Ministério Público do Trabalho de Campinas que, junto com representantes da Anvisa, está investigando e avaliando quais medidas podem ser tomadas.

O SNA defende a instalação de fornos em todas as aeronaves da empresa, a fim de que sejam servidas refeições quentes em todos os voos ―posicionamento devidamente documentado em ata de audiência. 

Em 16 de novembro de 2017, o SNA solicitou à TAP Manutenção e à Embraer esclarecimentos técnicos sobre a possibilidade de instalação de fornos nas aeronaves Embraer, sendo que o prazo concedido pelo MPT termina no início de março.

A fim de possibilitar a instalação dos fornos e considerando que as antigas hotboxes não mantinham o alimento na temperatura ideal, o SNA se prontificou a apresentar ao grupo uma solução transitória e temporária.

A companhia também afirmou que faria a instalação dos fornos em aeronaves A320Neo e Embraer2, bem como a implantação da nova hotbox, que deve manter as refeições quentes dentro da temperatura ideal por até duas horas.

Posto isto, é necessário esclarecer que o cardápio frio foi implantado unilateralmente pela empresa. No entanto, o SNA reforça seu posicionamento sobre a instalação de fornos e aguarda decisão oficial do Ministério Público do Trabalho.

Por fim, solicitamos que continuem reportando quaisquer irregularidades ao SNA através do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. É importante ressaltar, ainda, que toda e qualquer decisão será apresentada e deliberada pelos aeronautas em assembleia.

O Sindicato Nacional dos Aeronautas esteve reunido no último dia 16 com a direção da Avianca para tratar de diversas demandas dos tripulantes.

Entre os temas tratados estavam: pagamento do tempo em solo entre etapas e no simulador; alterações da folga planejada sem autorização dos aeronautas; vale alimentação no retorno das férias dos aeronautas; cursos online não publicados em escala e problemas com o Passe Livre.

A companhia se comprometeu a analisar todos os temas e procurar soluções caso comprovadas irregularidades.

Fiquem atentos aos meios de comunicações do SNA para mais informações sobre o desenrolar das discussões.

Venha conhecer mais de perto o trabalho do SNA. Participem conosco desta história.

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

O Presidente do SINDICATO NACIONAL DOS AERONAUTAS, no uso de suas atribuições que lhes são conferidas pelo disposto no art. 22, “a” do estatuto da entidade sindical e observados os demais requisitos estatutários e legais, em especial o previsto no art. 20, “b”, do estatuto sindical supracitado, bem como o estabelecido no art. 615 da Consolidação das Leis Trabalhistas – CLT, convoca os comandantes e copilotos, associados e não associados da LATAM Linhas Aéreas S/A, para Assembleia Geral Extraordinária que será realizada no dia 29 de janeiro de 2018, às 13:30 horas em primeira convocação e às 14:00 horas em segunda e última convocação no seguinte local: São Paulo: Auditório do Hotel Ibis Congonhas - R. Baronesa de Bela Vista, 801 - Vila Congonhas, São Paulo - SP, CEP: 04612-002 para a seguinte ordem do dia: esclarecimentos e deliberações sobre a contratação de copilotos. 

Rio de Janeiro, 23 de janeiro de 2018.

Rodrigo Spader
Presidente

Dando prosseguimento à busca pela regularização dos contratos de trabalho dos instrutores de voo de todo o país, o SNA finalizou nesta segunda-feira (22) um ACT (Acordo Coletivo de Trabalho) para os instrutores de voo do Aeroclube de Pará de Minas (MG), após aprovação dos termos pelos trabalhadores em assembleia.

O acordo, que reafirma a condição desses profissionais de aviação na categoria de aeronautas, prevê, entre outras coisas:

- Remuneração mínima fixa e adicional por hora;
- Adicional noturno e de periculosidade;
- Vale alimentação;
- Seguro de vida;
- Limites de jornada de trabalho e de horas de voo;
- Repouso mínimo e garantia mínima de oito folgas mensais;
- Garantia de emprego aos acidentados;
- Custeio de revalidações de CMA e CHT;
- Vale-transporte.

O SNA ressalta que continuará trabalhando para a regularização de todos os aeroclubes e escolas de aviação do Brasil.

Confira a lista de aeroclubes e escolas recomendados pelo SNA e que já regularizaram os contratos de trabalho: https://goo.gl/9G64Dg.

Lembramos por fim que os aeronautas podem e devem denunciar quaisquer irregularidades por meio do e-mail do Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Contamos com a participação de todos.

Em assembleia realizada nesta sexta-feira (19), tripulantes da Latam deliberaram por elaborar e aprovar uma proposta a ser apresentada à companhia para solucionar a questão da contratação de copilotos diretamente para o B767. O Estado de Greve foi mantido até que a empresa apresente uma resposta às reivindicações.

A proposta aprovada pelos aeronautas na assembleia prevê que a empresa terá que implantar imediatamente a Lista Única de Acesso - regramento único do acesso dos pilotos às promoções e às transições de equipamentos - e remunere os oito copilotos preteridos com a média do B767.

Com isso, os aeronautas aceitam as condições apresentadas pela Latam de manter os oito copilotos já contratados no B767, desde que permaneçam neste equipamento até no máximo o primeiro trimestre de 2019, quando serão alocados para o A320 —garantido mediante assinatura de um termo de compromisso entre Latam e SNA. Além disso, a empresa também recua das contratações de outros oito copilotos que também iriam direto para o B767.

A proposta será levada pelo SNA à Latam.

Uma nova assembleia será realizada no dia 29 de janeiro, às 13h30, em São Paulo, para definir novos encaminhamentos. Clique aqui para ver o edital completo.


Venha conhecer mais de perto o trabalho do SNA. Participem conosco desta história.

Dando prosseguimento à busca pela regularização dos contratos de trabalho dos instrutores de voo de todo o país, o SNA finalizou na quinta-feira (18) um ACT (Acordo Coletivo de Trabalho) para os instrutores de voo da EPA Flight Academy (Guaratuba-PR), após aprovação dos termos pelos trabalhadores em assembleia.

O acordo, que reafirma a condição desses profissionais de aviação na categoria de aeronautas, prevê, entre outras coisas:

- Remuneração mínima fixa e adicional por hora;
- Adicional noturno e de periculosidade;
- Vale alimentação;
- Seguro de vida;
- Limites de jornada de trabalho e de horas de voo;
- Repouso mínimo e garantia mínima de oito folgas mensais;
- Garantia de emprego aos acidentados;
- Custeio de revalidações de CMA e CHT;
- Vale-transporte.

O SNA ressalta que continuará trabalhando para a regularização de todos os aeroclubes e escolas de aviação do Brasil.

Confira a lista de aeroclubes e escolas recomendados pelo SNA e que já regularizaram os contratos de trabalho: https://goo.gl/9G64Dg.

Lembramos por fim que os aeronautas podem e devem denunciar quaisquer irregularidades por meio do e-mail do Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Contamos com a participação de todos.

Em reunião realizada nesta quinta-feira (18), a Latam apresentou ao Sindicato Nacional dos Aeronautas uma alteração para resolver a questão da contratação de copilotos direto para o B767, fato que levou os tripulantes a deliberarem em assembleia pela decretação de Estado de Greve.
 
A companhia definiu que os oito copilotos contratados ficarão no B767 somente até no máximo o primeiro trimestre de 2019, quando serão alocados para o A320. Além disso, recuou das contratações de outros oito copilotos que também iriam direto para o B767.
 
As promoções descritas em comunicado interno distribuído pela Latam aos tripulantes ficam mantidas.
 
A partir deste novo cenário, os aeronautas da companhia irão deliberar sobre os encaminhamentos a serem tomados em assembleia que será realizada nesta sexta-feira (19), às 13h30, em São Paulo. Veja o edital completo: https://goo.gl/Hxs7Zw.
 
Venha conhecer mais de perto o trabalho do SNA. Participem conosco desta história.

Em reunião realizada nesta quinta-feira (18), a diretoria da Gol mostrou disposição para promover a construção, juntamente com o SNA e os tripulantes, de um plano de carreira que abarcaria as três funções (comandantes, copilotos e comissários).

Além disso, também foram tratados temas como uma eventual reestruturação da política de remuneração, a possibilidade de agilizar as promoções dos copilotos e outras possíveis melhorias para todo o grupo.

A negociação está sendo feito juntamente com a discussão sobre pagamento do tempo de solo entre etapas de uma mesma jornada e da remuneração de simulador, previstos na Nova Lei do Aeronauta mas que foram postergados pela CCT e entram em vigor no dia 1º de março de 2018.

Uma nova reunião entre o SNA e a companhia ficou agendada para o dia 31 de janeiro.

A intenção é que uma proposta possa ser oficialmente apresentada e levada pelo SNA para a apreciação dos aeronautas em uma assembleia antes de 1º de março, já que nesta data, conforme prevê a CCT, entram em vigor os itens da nova lei que tratam do tempo de solo entre etapas e da remuneração de simulador.

Ressaltamos, por fim, que apesar de a empresa mostrar disposição para negociação, a companhia deixou claro que por se tratarem de mudanças de  longo prazo com custos, é necessário fazer estudos e obter aprovação de seu conselho.

Fiquem atentos aos nossos meios de comunicação para o desenrolar das discussões sobre o tema.