O SNA se reuniu na terça-feira (10) com a direção da Latam na qual a empresa informou que não é mais associada ao Snea (Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias).

A companhia afirmou também que pretende iniciar negociações para firmar um Acordo Coletivo de Trabalho exclusivo para os seus tripulantes, que verse sobre os temas contidos na CCT (Convenção Coletiva de Trabalho). 

Dinte disso, o SNA irá convocar uma assembleia para o dia 18 de setembro para esclarecimentos sobre esse assunto e para deliberação dos tripulantes sobre o possível início destas negociações.

Fiquem atentos aos nossos meios de comunicação para a publicação do edital de convocação da assembleia e para novidades sobre o tema.

O departamento jurídico do SNA fica à disposição pelo telefone (11) 5090-5100, pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou pelo Whatsapp 11 95375-0095 (somente para associados).

Associe-se ao SNA
Via site: https://tinyurl.com/sna-associe-se
Via Whatsapp: 21 98702-6770
Via app: SNA no Google Play ou Apple Store 




O SNA enviou ofício à Riogaleão, administradora do Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio de Janeiro, em que pede providências contra a perturbação causada por obras de uma reforma que ocorrem próximo ao D.O. da Latam Linhas Aéreas.

O sindicato recebeu diversas denúncias de tripulantes de que o som forte durante o período noturno impacta gravemente no descanso da tripulação que permanece em reserva.

Tal situação acaba por aumentar os riscos de fadiga na tripulação, o que pode afetar diretamente a segurança de voo.

O ruído causado pelas obras, que são de responsabilidade da administradora do aeroporto, infringe a regulamentação que prevê que a acomodação para reserva deve ocorrer em sala específica, destinada exclusivamente a tripulantes, e possuir mitigação de ruído.

O SNA espera que a Riogaleão apresente as medidas para diminuir os efeitos causados pelo ruído e que informe o prazo previsto para término das obras.

Veja o ofício enviado pelo SNA: https://bit.ly/2KpGPOF.

O SNA promoveu nesta terça-feira (30) uma reunião com tripulantes da Latam Linhas Aéreas para esclarecer dúvidas e debater as alterações no plano de previdência privada da companhia.

O sindicato continuará acompanhando de perto essas alterações de forma a preservar os direitos dos tripulantes.

Em caso de dúvidas sobre as mudanças, os tripulantes associados podem procurar o sindicato ou os canais de comunicação da própria Latam. 

O departamento jurídico do SNA fica à disposição para esclarecimentos pelo telefone (11) 5090-5100, pelo e-mail juridico@aeronautas.org.br.

 O SNA convoca os tripulantes da Latam Linhas Aéreas para uma reunião no dia 30 de julho, às 14h, na sede do SNA em São Paulo, para tratar sobre as futuras alterações no plano de previdência privada da companhia.
 
A reunião tem o objetivo de debater a proposta e esclarecer possíveis dúvidas dos aeronautas. 
 
O departamento jurídico do SNA fica à disposição para esclarecimentos pelo telefone (11) 5090-5100, pelo e-mail juridico@aeronautas.org.br.

Associe-se ao SNA
Via site: https://tinyurl.com/sna-associe-se
Via Whatsapp: 21 98702-6770
Via app: SNA no Google Play ou Apple Store

Em assembleia realizada nesta terça-feira (18), em São Paulo, o Sindicato Nacional dos Aeronautas prestou esclarecimentos aos comissários da Latam sobre o programa Decola BR e apresentou as respostas da companhia às reivindicações feitas pelo grupo.

A Latam afirma que o programa Decola BR é uma ferramenta de avaliação e que não vem funcionando para fins de plano de carreira —está vigente desde março de 2019 somente para benefícios, e não para promoções.

A companhia se comprometeu a aplicar o Decola BR somente para benefícios também na próxima rodada de avaliação, que ocorrerá em setembro (resultado do 1º semestre de 2019).

A aplicação do programa para plano de carreira está suspensa, portanto, mas a empresa se mostrou favorável a acatar alguns dos pleitos da categoria sobre os tempos de permanência nas funções, bem como estabelecer uma negociação prévia com o sindicato em todos os futuros desdobramentos.

Veja as respostas da Latam para cada uma das reivindicações: https://bit.ly/2ZySq2x.

Confira a tabela final com as pontuações apresentada pela empresa: https://bit.ly/2XkXx98.

Fiquem atentos aos nossos meios de comunicação para novidades sobre o tema.

O departamento jurídico do SNA fica à disposição para esclarecimentos pelo telefone (11) 5090-5100, pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou pelo Whatsapp 11 95375-0095 (somente para associados). 

Associe-se ao SNA
Via site: https://tinyurl.com/sna-associe-se
Via Whatsapp: 21 98702-6770
Via app: SNA no Google Play ou Apple Store

EDITAL CONVOCATÓRIO DE ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

O Sindicato Nacional dos Aeronautas - SNA, nos termos do seu Estatuto Social, por seu Diretor-Presidente, ao final assinado, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo disposto no artigo 27, alínea “a”, combinado com os artigos 20, 21 §4º, 24, 25 “c ” e parágrafo único, “b”, 30 caput e §2º e 31, §1 º,  todos do referido Estatuto Social e observados os demais requisitos estatutários e legais, convoca os comissários associados da LATAM Linhas Aéreas S/A, a participarem da Assembleia Geral Extraordinária, que será realizada no dia 18 de junho de 2019, às 13h00, em primeira convocação, e às 13h30, em segunda e última convocação, na Sede do SNA, localizada na Rua Barão de Goiânia, 76, Vila Congonhas, São Paulo - SP, CEP: 04612-020,  para seguinte ordem do dia: a) Esclarecimentos sobre o Programa de Desenvolvimento de Comissários Latam Brasil – Decola BR.

São Paulo, 14 de junho de 2019.

Ondino Dutra Cavalheiro Neto
Diretor Presidente

Em reunião com o SNA nesta terça-feira (11), o gerente de serviço à bordo da Latam, Derick Barboza, esclareceu que o programa Decola BR é uma ferramenta de avaliação e ratificou que está vigente, desde março de 2019, somente para benefícios, e não para promoções e movimentações de carreira. 
 
A companhia também informou que está estudando os pleitos da categoria sobre o assunto e que dará uma resposta ao sindicato até a próxima semana, podendo aplicar as modificações sugeridas para a próxima avaliação, que ocorre em setembro —lembrando que com efeito somente nos benefícios, sem relação com promoções.
 
Em assembleia realizada em 17 de dezembro de 2018, os comissários da empresa deliberaram por formular uma contraproposta da categoria (veja aqui: https://bit.ly/2Cojsjc).

O SNA ressalta que a empresa se mostrou em grande parte favorável a atender as reivindicações e, desta forma, espera que seja possível chegar a um entendimento.
 
Fiquem atentos aos nossos meios de comunicação para novidades sobre o tema.
 
O departamento jurídico do SNA fica à disposição para esclarecimentos pelo telefone (11) 5090-5100, pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou pelo Whatsapp 11 95375-0095 (somente para associados).  
 
Associe-se ao SNA
Via Whatsapp: 21 98702-6770
Via app: SNA no Google Play ou Apple Store

O SNA irá promover no próximo dia 12 de junho, às 11h, uma reunião de diretoria e dos novos representantes sindicais da Latam com os tripulantes da companhia.

A reunião será realizada na sede São Paulo com transmissão ao vivo on-line para as representações do Rio de Janeiro, de Porto Alegre e de Brasília.

Esta é uma oportunidade importante para a aproximação dos pilotos e comissários da Latam com o SNA, por meio de seus representantes, de forma a tirar dúvidas, esclarecer questões de interesse do grupo e apresentar demandas.

O SNA esclarece que somente os tripulantes desligados da Avianca, em caráter excepcional, estão dispensados de usar uniforme para o uso do Passe Livre, benefício estendido para estes aeronautas mesmo sem vínculo empregatício até o dia 15 de junho.

Todos os outros tripulantes devem seguir as regras normais do Passe Livre e só podem fazer uso do benefício estando devidamente uniformizados.

Ressaltamos, mais uma vez, as condições especiais, exclusivas para os demitidos da Avianca:

1. Data limite de utilização: 15 de junho de 2019;

2. Os tripulantes deverão se identificar através do uso da Licença (documento físico emitido pela Anac) com o nome completo e foto;

3. Deverão se apresentar aos tripulantes titulares dos respectivos voos;

4. A decisão poderá ser suspensa a qualquer momento pelas empresas em caso de utilização e/ou comportamento inadequado dos usuários; 

5. O SNA assume o compromisso de tratar de eventuais problemas que venham a ocorrer e tomará as medidas necessárias.

Em nome dos aeronautas, o SNA agradece às empresas Gol, Latam, Azul e ao SNEA pela extensão do benefício neste momento delicado para os tripulantes da Avianca.

O SNA fica à disposição para dúvidas e quaisquer outras orientações pelo telefone (11) 5090-5100, pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou pelo Whatsapp 11 95375-0095 (somente para associados).

Associe-se ao SNA
Via site: https://tinyurl.com/sna-associe-se
Via Whatsapp: 21 98702-6770
Via app: SNA no Google Play ou Apple Store

O grupo de tripulantes da ABSA (Latam Cargo) aprovou, por meio de votação on-line, o Acordo Coletivo de Trabalho apresentado pela companhia. Este é um ACT pioneiro no Brasil e foi feito em função do tipo de operação efetuada pela companhia, equilibrado com o interesse dos pilotos.

A votação teve início no dia 15, conforme definição em assembleia, e foi encerrada nesta sexta, às 14h, ocasião em que foi realizada a AGE de apuração. Dos 76 pilotos da companhia, 74 votaram —e a proposta foi aprovada por 43 votos a favor e 31 votos contra.

O acordo prevê a utilização de nova escala de trabalho baseada nas necessidades da aviação de carga, em que a flexibilidade é de extrema importância.

Entre outras coisas, estão previstas compensações financeiras pelo uso da escala flexível, proteções ao término de folgas e descansos e indenizações por eventuais invasões de folgas.

O acordo é valido por um ano e será revisto na medida em que dificuldades sejam eventualmente identificadas.

Associe-se ao SNA
Via site: https://tinyurl.com/sna-associe-se
Via Whatsapp: 21 98702-6770
Via app: SNA no Google Play ou Apple Store

Em assembleia realizada nesta quarta-feira (15), em Campinas, aeronautas associados da Absa Aerolinhas Brasileiras S/A (Latam Cargo) aprovaram, após esclarecimentos sobre a proposta, a realização de votação virtual (on-line) do Acordo Coletivo de Trabalho apresentado pela companhia.

Foi definido que que a votação terá início imediato nesta quarta e término na sexta-feira, dia 17 de maio, às 14h, ocasião em que será realizada AGE de encerramento e apuração dos votos.

Para votar, os aeronautas devem acessar o link https://votacao.aeronautas.org.br.

Conheça a proposta: https://bit.ly/30krVz4.

O SNA fica à disposição para dúvidas e quaisquer outras orientações pelo telefone (11) 5090-5100, pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou pelo Whatsapp 11 95375-0095 (somente para associados).

Em assembleia realizada na segunda-feira (6), em São Paulo, copilotos da Latam decidiram expressar repúdio com relação à anunciada contratação direta de comandantes sem que houvesse qualquer tipo de contrapartida para aqueles que aguardam promoção.
 
O grupo lembra que, respeitando eventual necessidade da companhia de não perder oportunidades de crescimento, foi elaborada em assembleia prévia uma proposta por parte dos tripulantes para permitir as contratações diretas, caso necessárias, mas sem prejudicar os copilotos futuramente. Tal proposta, no entanto, foi prontamente rejeitada pela Latam.
 
A proposta trazia um posicionamento razoável, que continua sendo defendido pelo grupo, que requeria que os cursos de elevação e promoções fossem iniciados imediatamente e que, se houvesse a necessidade de contratações diretas de comandantes, para evitar qualquer descontinuidade na operação da empresa, que fossem feitos contratos por prazo determinado de até um ano.
 
Os copilotos ressaltam que o grupo é hoje bastante maduro, com tempo de casa e experiência para ocupar o posto de comando com o profissionalismo que a empresa espera, alguns com mais de uma década na função.
 
O grupo rechaça ainda qualquer tentativa da companhia de pressionar os tripulantes de forma a coibir manifestações democráticas de defesa de direitos.
 
Por fim, os copilotos destacam que a atitude da companhia ataca a motivação do grupo e o equilíbrio na convivência de seus funcionários, o que acaba prejudicando não só o grupo específico como a empresa como um todo.