SNA pede que governo libere FGTS a tripulante que aderir a licença não-remunerada

Fonte
  • Menor Pequena Medium Grande Maior
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Após ter enviado na segunda (16) um ofício ao Ministério da Economia em que sugere medidas para minimizar o impacto econômico da pandemia de covid-19 na aviação brasileira, o SNA enviou um novo ofício nesta terça (17), desta vez para solicitar que o ministério dê aos tripulantes que aderirem a programas voluntários de licença não-remunerada direito a saque integral do FGTS.

Desta forma, o SNA busca a proteção aos tripulantes e a sustentabilidade das empresas aéreas neste momento de incertezas e vulnerabilidade.

O sindicato defende que as companhias ofereçam a concessão de licenças não-remuneradas voluntárias de no mínimo um mês, com a manutenção de todos os benefícios, de forma tentar minimizar neste momento os efeitos da diminuição dramática do número de voos.

Assim como referendou os pedidos das empresas com o ofício envido na segunda (https://bit.ly/39YPF07), o SNA espera apoio da Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas) no pleito a respeito da liberação do FGTS aos aeronautas que aderirem à licença.

Com apoio mútuo, o SNA espera poder preservar os empregos e a solidez da aviação nacional.

Associe-se ao SNA
Via site: https://tinyurl.com/sna-associe-se
Via Whatsapp: 21 98702-6770
Via app: Procurar SNA no Google Play ou na Apple Store

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS